Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \26\UTC 2008

De volta pra casa!

Voltei para casa me sentindo turista em meu próprio território. Pode ser só impressão, mas acho que estou vendo tudo com outros olhos. Cheguei em Salvador e fui direto para o lugar que mais gosto nessa cidade: Porto da Barra. Nada como um bom banho de mar, sob o sol quentinho, regado a água-de-coco, depois de um almoço com muita carne e FAROFA!!! Ahhhhh… Os estrangeiros sempre criticam nossa farofa, mas eu AMO, sou viciada na danada da farinha. Só faltou o acarajé, que ainda vou devorar.

Esse mês na Europa, no frio, na chuva, numa casa de família (cheia de regras), num curso de inglês (enfadonho), entre ingleses (cheios de cri-cri ), me fez dar muito valor ao que temos de bom em nossa casa, à hospitalidade de nosso povo, o sorriso do nosso sol, a swingue de nossa música.

Nada contra a Inglaterra,a França, a Itália ou a Holanda. Eu amei a viagem toda, todos as cidades, incluindo Londres, onde fiquei mais de 20 dias. Eu amei ver tudo aquilo, morar num ambiente super civilizado. Eu me perguntava, e ainda me pergunto, por que eles têm tantas coisas que dão certo, tantas coisas que funcionam tão bem, que nós não temos? Eu me indignava com o serviço transporte porque ele era bom demais, especialmente em Paris. Por que é tão fácil pegar ônibus de madrugada, para qualquer lugar, e usar um passe semanal para pagar a viagem? E por que isso não funciona aqui? Por que eles têm casas de show tão bacanas e nós não? Mas inveja tem um quê de bom… Faz a gente refletir e querer mudar. E nos faz ver o outro lado da moeda.

Fui ao show do Travis no Astoria e babei, pois amo a banda, amo o pop no Reino Unido. Mas não nego: fiquei com saudade da música brasileira, dos nossos batuques, da bossa e do axé!!

Adorei comer framboesa deitada na grama dos parques, mas senti saudades da água-de-coco do Porto.

Me diverti paquerando os europeus lindos, mas os brasileiros é que sabem como funciona uma conquista.

Achava o máximo quando via a turma super educada alinhada do lado direito da escada rolante, dando passagem para quem tivesse pressa, do lado esquerdo; mas achava um saco ter que pedir desculpas por tudo. (E você que não pedisse!!)

A gente sabe se divertir muito mais que eles. Só que as vezes esquece disso.

Bem, estou indo correr na Barra, com meu MP3 velho, porque morro de medo de me roubarem e até hoje não comprei uma bicicleta porque não temos ciclovia decente na área e eu sempre acho que vão me atropelar. Mas só de descer aquela ladeira do Cristo – a pé mesmo! – e dar de cara com aquele visual do Farol… Ah, isso não tem preço! Que bom que eu voltei! 😀

Anúncios

Read Full Post »